Uni-versos
Somos um tempo limitado de ventos que se batem diante
CapaCapa
TextosTextos
FotosFotos
Livros à VendaLivros à Venda
ContatoContato
LinksLinks
Textos


 Devaneio ao pó

Morri trinta vezes
Em trinta lugares diferentes
Sepultado nas mesmas condições
Com o fogo dos olhos apagado
Até tornar-se poeira
No meio do infinito
E cai pelo abismo
Do universo
Ouvindo a voz que diz
Vai
Ninguém sabe para onde
Mesmo quando volta
 
O que de Souza
Enviado por O que de Souza em 28/04/2016
Alterado em 12/09/2016
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários